Friday the 13th (Nes, 1989)

nes_friday13021

Game baseado nos primeiros quatro filmes da clássica série de terror Sexta-Feira 13, mais diretamente em Sexta-Feira 13 Parte 4 – Capítulo Final, pelo que sugere a rápida animação com a faca e a máscara que se vê antes da tela de abertura.

O jogador escolhe, como seu personagem, um membro de um grupo de adolescentes que vai para o camping Crystal Lake tirar férias. Mas, como todo mundo sabe (menos eles), o lugar é vigiado por Jason, o psicopata assassino morto-vivo.

nes_friday13031

Apesar de alguns pontos negativos, Friday the 13th é um excelente game de 8-bits, misturando ação-plataforma com adventure em primeira pessoa. É um jogo original, instigante e desafiador, que consegue a façanha de prender o jogador num leve clima de suspense e tensão, mesmo tendo míseros 512 Kbits de memória ( 64 Kbytes ! ). Contribui bastante para este resultado a música de mistério que toca quando se entra nas casas do camping.

nes_friday13041

Pontos positivos: as liberdades criativas (o camping é povoado por zumbis e até lobos, a cabeça da mãe de Jason é um dos inimigos do jogo – numa evidente homenagem ao segundo filme da série, etc); o clima de mistério; os cenários; a passagem do dia pra noite no decorrer do jogo.

Pontos negativos: o ataque sem fim dos zumbis; o mapa incrivelmente confuso; a péssima jogabilidade em primeira pessoa dentro das cabanas; a quase inutilidade das pedras como arma.

Com seus prós e contras, dificilmente se poderia fazer, num console de 8-bits, um game sobre Sexta-Feira 13 tão afinado com o clima dos filmes quanto este. Imperdível para fãs de horror e/ou jogos antigos.

nes_friday13011


Anúncios

4 pensamentos sobre “Friday the 13th (Nes, 1989)

  1. Como esse jogo é tri! Mas é difícil pra cacete. Consegui matar o Jason só duas vezes. Na terceira vez, ele fica muito rápido.

  2. Pingback: FRIDAY THE 13th (1986, COMMODORE 64/ZX SPECTRUM) |

  3. Pingback: FRIDAY THE 13th (NES, 1989): como matar Jason e terminar o game! |

  4. Bom, como a crítica da época teve coragem de criticar essa obra?
    Não entendi seus pontos negativos:
    Primeiro: não existe jogabilidade primeira pessoa, existe uma jogabilidade em terceira pessoa dentro das cabanas em que a câmera fica atrás do personagem, para um 8bits mudar completamente a jogabilidade, achei perfeito.
    Segundo: tire os zumbis do jogo, e ai? O jogo ficaria ridiculamente fácil no mapa.
    Terceiro: mapa confuso??? Basta poucos minutos para se acostumar bem com ele, bem, dentro das florestas e da caverna não existe mapa, mas eh isso que torna o jogo mais phoda. Tem que jogar e aprender.

    Os mesmos que criticaram na época, são os mesmos que falaram bem de Circus e F1 Race, jogos bobos e com jogabilidade péssima. Esse jogo eh hiper aclamado na América do Norte, onde várias pessoas que nem colecionadores são procuram muito esse jogo. Críticas sem fundamentos.
    Mas adorei seu post, apenas temos opiniões bem diferentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s