(MAIS) 13 RETROGAMERS PARA CURTIR O HALLOWEEN (Parte 2)

E viva o Halloween, caros amigos do Cemetery Games!

Conforme prometido, segue a segunda parte da nossa lista especial do Halloween 2021!

9) PRISONER OF ICE (1995, PC)

Mais H.P. Lovecraft nos games? Pode apostar que sim! Este aqui é um adventure “point and click” que eu joguei até o final ali pela virada do milênio.

Na trama, que se passa durante a Segunda Guerra Mundial, o jogador encarna um oficial da marinha chamado Ryan, que está a bordo de um submarino chamado HMS Victoria. De passagem pela Antártica, a tripulação do submarino resgata um norueguês que acabou de fugir de uma base secreta nazista localizada no meio do gelo. Junto com o fugitivo, a tripulação resgata duas grandes e misteriosas caixas provenientes da base nazista no local, e é aí que os problemas começam.

Prisoner of Ice é uma continuação direta do game Shadow of the Comet, lançado pela Infogrames em 1993. O jogo não fez tanto barulho e não foi tão ostensivamente bem recebido quanto Shadow of the Comet, mas possui uma mecânica muito semelhante e é obrigatório para fãs de antigos adventures de horror. O trabalho de “voice acting” é o ponto fraco do jogo (especialmente na versão dublada em português, que foi a que eu joguei na época), mas a arte e a trama fazem a experiência valer a pena.

Você pode adquirir Prisoner of Ice no site Good Old Games, numa versão pronta para rodar em PCs contemporâneos, por apenas R$ 11,99.

10) DARKWATCH (2005, PLAYSTATION 2)

Parece esquisito falar de “retrogaming” fazendo menção a um jogo do outrora todo-poderoso Playstation 2, mas o fato é que o lendário console da Sony foi lançado há mais de vinte anos e seus jogos já são antigos o suficiente para que possamos considerá-los como games retrô. E, já que a ideia é falar de games de horror da sexta geração de consoles, Darkwatch é uma ótima pedida.

O jogo anda meio esquecido hoje em dia, mas é uma ótima mistura de first person shooter com temática de western misturado com filme de terror. O jogador encarna um pistoleiro fora da lei chamado Jericho Cross, que faz parte de uma misteriosa ordem de caçadores de criaturas sobrenaturais chamada Darkwatch.

O jogo se passa no Velho Oeste, no final do século XIX, e a missão de Jericho é basicamente encher de balas qualquer coisa saída da sepultura que insista em continuar se mexendo. Apesar da boa recepção na época do lançamento, Darkwatch lamentavelmente acabou não ganhando nenhuma continuação.

O jogo foi lançado também para o Xbox.

11) SILENT HILL 3 (2003, PLAYSTATION 2)

A série Silent Hill é um dos marcos da história dos games de horror. Na minha humilde opinião, Silent Hill 3 representou o ápice da franquia. Não é por nada que esse foi o único game da série que eu joguei incansavelmente até o final, assim que comprei meu Playstation 2 em 2005.

Com gráficos fantásticos para a época e uma atmosfera horripilante de pesadelo e surrealismo, Silent Hill 3 permanece sendo um dos jogos de terror mais incríveis de todos os tempos. Se você duvida que um jogo de Playstation 2 ainda seja capaz de ser assustador depois de tantos anos, experimente Silent Hill 3. Você não vai se arrepender!

Se você não tem um velho Playstation 2 guardado em algum lugar da sua casa, não tem problema: você pode jogar Silent Hill 3 na versão para PCs ou por meio da Silent Hill HD Collection, lançada em 2012 para Playstation 3 e para Xbox 360.

12) ALONE IN THE DARK (1992, PC)

Ouvi falar de Alone in the Dark pela primeira vez em algum ponto de 1993 ou 1994, por meio de uma matéria da edição nº1 da revista Computer Games, da Sigla Editora. Um tempo depois, tive a oportunidade jogá-lo em um PC 386 que meus pais tinham acabado de comprar.

O jogo foi lançado em 1992 pela Infogrames (a mesma desenvolvedora dos adventures “Shadow of the Comet” e “Prisoner of Ice” – comprovando que o pessoal da Infogrames era fã de carteirinha do celebrado escritor H.P. Lovecraft) e pode ser considerado o pioneiro moderno do estilo “survival horror”, tendo servido de influência direta para o hit Resident Evil, lançado poucos anos depois. Os gráficos poligonais eram sensacionais para a época e antecipavam o futuro próximo dos videogames, que se estabeleceria por meio do sucesso de novos consoles como Playstation e Nintendo 64.

A trama se passa nos anos 1920, na sinistra mansão Derceto – cujo dono se suicidou, deixando a propriedade de herança para sua sobrinha Emily. A mocinha contrata o detetive Edward Carnby para ajudá-la a explorar o lugar. Você pode escolher entre jogar com Edward ou Emily, e a missão é derrotar as forças malignas que controlam a misteriosa mansão. Alone in the Dark é mais um game profundamente influenciado pelas obras de H.P. Lovecraft, cujos trabalhos dão o tom da trama e da atmosfera do jogo.

Você pode jogar esse clássico dos games de horror em PCs modernos, comprando ele no site Good Old Games por míseros R$ 11,99 – e ele ainda vem acompanhado das continuações Alone in the Dark 2 e Alone in the Dark 3 (que também são boas, mas sem a mesma originalidade e impacto). É recomendável ficar de olho nas promoções do site. Por exemplo: neste momento, durante o período de Halloween, o jogo está em promoção por inacreditáveis R$ 2,99. Está esperando o quê, seu morto-vivo?!?

13) ALONE IN THE DARK – THE NEW NIGHTMARE (2001, PSONE, PC, DREAMCAST)

As duas primeiras continuações de Alone in the Dark eram interessantes, mas pecavam pela falta de originalidade e pelo visual muito próximo ao jogo original. Depois disso, a franquia foi tristemente arruinada pelos péssimos jogos lançados em 2008 (com o mesmo nome do jogo original de 1993) e em 2015 (o lamentável Alone in the Dark: Illumination).

No meio desta longa lista de frustrações, a série Alone in the Dark brilhou com força, uma vez mais, no ano de 2001 – por meio do lançamento do excelente Alone in the Dark: The New Nightmare.

O game é uma espécie de “reimaginação” do game original de 1992, reapresentando o personagem Edward Carnby, mas numa ambientação completamente diferente. Desta vez, o jogo se passa em 31 de outubro de 2001 (em pleno Halloween!) e a trama é ambientada numa misteriosa ilha chamada Shadow Island.

Instigante e com gráficos ótimos para a época, The New Nightmare representou um retorno triunfante aos dias de glória da série Alone in the Dark. Devo admitir que este jogo me proporcionou alguns dos sustos mais intensos que já tive com qualquer game de horror na vida adulta. Joguei este game sem parar no meu PsOne, entre 2003 e 2004, até chegar ao final. Por isso, embora as versões para Dreamcast e PC apresentassem gráficos com resolução bem superior, a versão do Playstation é a minha favorita. Uma versão do game para o Playstation 2 foi lançada mais tarde, mas apenas para o mercado europeu.

Você pode adquirir a versão PC de The New Nightmare no site Good Old Games por apenas R$ 13,99 (R$ 3,39 durante a promoção de Halloween) e se divertir com o último grande jogo da franquia Alone in the Dark.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s