THE ADDAMS FAMILY (1991, GAME BOY)

E lá vamos nós com mais um game da Família Addams! Depois do péssimo Fester’s Quest, é hora de destrincharmos The Addams Family, lançado em 1991 para o primeiro Game Boy.

Confesso que tenho uma predileção especial por este jogo em detrimento de versões para outros consoles. Isso porque o jogo do Game Boy foi o primeiro (talvez o único) a ganhar projeção aqui no Brasil, tendo sido matéria de capa da edição nº 11 da extinta revista VIDEOGAME. Embora nada indique que a versão do Game Boy tenha sido lançada antes do que em outros consoles, na época, aqui no país, era essa a impressão que ficava.


The Addams Family do Game Boy também se destaca por ser uma versão única entre todos os jogos lançados na época com este nome. As versões para Super Nes e Mega Drive eram virtualmente idênticas, e ganharam adaptações semelhantes (porém tecnicamente mais pobres) para Master System, NES e Game Gear. A versão para o Game Boy, por sua vez, é bem diferente em termos de design de fases e personagens, reproduzindo com grande fidelidade a aparência dos personagens de acordo com o filme de 1991 (no The Addams Family do Game Gear, por exemplo, Gomez Addams exibe nitidamente os traços de John Astin, o ator que interpretava o personagem na velha série de televisão).

A história do jogo do Game Boy segue a do filme: o inescrupuloso advogado Tully Alford, aliado ao Tio Fester (que perdeu a memória), se apropria da mansão Addams e rapta Mortícia, a esposa do protagonista Gomez. A novidade é que, no jogo, o vilão aproveita também para sequestrar todo o resto da família, prendendo-os em diferentes lugares da mansão e contando com a ajuda de uma série de monstros loucos que habitam a moradia dos Addams. Agora, Gomez tem a missão de salvar todos os membros de sua família, fazer Fester recuperar a memória e enxotar Tully de suas vidas.

Apesar dos gráficos legais e da ambientação que capturou muito bem o clima do filme, The Addams Family tem alguns defeitos chatos, como a jogabilidade meio “dura” e limitada, que exige algum treino do jogador para se acostumar. Outra coisa chata é que, embora o jogador tenha certa liberdade para escolher a ordem em que vai passar as fases, suas escolhas podem levá-lo à ruína! Por exemplo: se, depois de salvar Wednesday na cripta, Gomez entrar na caixa gigante de brinquedos, o jogador só se dará conta de que está ferrado quando chegar no chefão da fase e não conseguir matá-lo (pois antes precisava ter obtido as bolas de fogo na fase da fornalha). Além disso, existe uma floresta e uma colméia gigante de abelhas que são cenários que simplesmente não precisam ser visitados.

Ou seja, além dos desafios naturais das fases, o grande trabalho neste game é saber para onde ir e compreender a melhor sequência de fases para terminar o jogo. E não é fácil – são apenas cinco vidas e nenhum continue!

Mas agora chega de conversa fiada, e vamos começar nosso passeio pela aterrorizante mansão Addams:

Gomez começa a aventura em frente à porta principal da mansão. Daqui, ele pode ir para o cemitério à esquerda ou para a floresta à direita. A floresta é um dos maiores engodos do jogo: depois de andar um bocado e encarar uns pântanos letais, Gomez chega numa árvore que leva até uma colméia gigante que nada acrescenta à busca do herói. É só para ferrar o jogador e te fazer perder umas boas vidas!

O cemitério está repleto de morcegos e fantasmas e é um bom treino para se habituar com a jogabilidade. No fim do cemitério, Gomez encontra a entrada para a cripta.

O primeiro chefão é essa enorme caveira maluca. Basta pular os pequenos tiros que ela solta e arremessar facas na cara dela até derrotá-la.

Derrotada a caveira, o herói resgata sua filha Wednesday, que entrega para Gomez o taco de golfe, provavelmente a arma mais inútil do jogo.

Volte para a porta frontal da mansão, entre, caminhe para a direita e desça para o andar inferior para encontrar a fornalha, a segunda fase do jogo. O inimigo mais comum aqui são pequenos ratinhos.

O chefe da fase da fornalha é esse pequeno diabinho, que enche o saco. Ele anda sempre em direção ao último lugar em que você esteve parado. A manha é usar esse padrão de movimento para se manter longe da criatura e atirar nele sempre que ele abaixar o rabo.

Gomez salva a Vovó Addams, que recompensa o herói com o poder das bolas de fogo, indispensável para liquidar o próximo chefão.

Suba novamente ao andar de entrada da mansão e procure as escadas. Suba vários andares, até chegar no último. Então ande sempre para a direita, até chegar numa enorme caixa de brinquedos. Aperte “pra cima” para entrar nela. Não se deixe enganar pelo visual engraçadinho dos inimigos, essa fase é bastante traiçoeira. E fique ligados nos blocos: só confie naqueles com cara de brabo. Os blocos sorridentes desaparecem tão logo Gomez pisa neles, e frequentemente atiram nosso herói para a morte.

Esse ridículo ursão de pelúcia é o chefão dessa fase. Se você não tem o poder das bolas de fogo, pode desligar o videogame e ir fazer outra coisa, pois é impossível derrotá-lo só com as facas. Com as bolas de fogo, não tem nem graça: é só esperar o bicho passar pela tela, se posicionar atrás dele e tacar bolas de fogo até destruí-lo!

Agora Pugsley está a salvo, e entrega para Gomez os blocos de construir. Pessoalmente, achei um power up bem inútil, pois não lembro de tê-lo usado para nada no jogo. Ah, e você não acha que o Pugsley nessa foto está a cara do Jake do Two and a Half Men?

Fala sério, é IDÊNTICO!!!  🙂

Depois da fase da caixa de brinquedos, Gomez precisa localizar na mansão esta pequena entrada de caverna, que leva para a fase do rio.

Repare que Gomez mudou de visual, pois tomou a poção que ajuda a respirar debaixo da água. Aqui na fase do rio, o negócio é nadar e desviar das estalactites e das rochas pontudas no fundo do rio. Os peixinhos também incomodam. Para nadar, é preciso ficar apertando “pra cima”, o que é um pouco chato. O ideal seria manter um botão apertado (que nem em Super Mario Bros, por exemplo), mas não custa lembrar que o Game Boy só tinha dois botões e não dava para deixar Gomez sem pulo ou tiro. Lembre-se também de sair da água sempre que possível, subindo nas plataformas, para recuperar o nível de oxigênio.

O grande monstro dessa fase é o polvo. Fique no local da foto e espere o monstro lançar um tentáculo. Então entre na água bem de frente para a criatura e atire na parte superior da cabeça dele, subindo rapidamente de novo para a plataforma. Repita a operação até destruir o bicho.

Gomez salva o mordomo Lurch, que dá ao herói o poder dos cubos de gelo.

De volta ao primeiro andar da mansão, Gomez precisa localizar a cozinha, que leva ao frigorífico, cuja entrada é na porta cinza que aparece na foto. Na cozinha, cuidado com os talheres assombrados que ficam voando na direção de Gomez!

O frigorífico é um pequeno mundo de gelo, repleto de pinguins e espinhos de gelo mortais. Para atravessar esse pequeno lago congelado, use os blocos de gelo. E reparou que Gomez mudou de visual de novo? Agora ele está sob o efeito da “poção Frankenstein”, que o torna imune a uma certa quantidade de danos causados pelos inimigos.

Essa fase não tem “chefe”: a moral de entrar aqui é tão somente obter as estacas de gelo, que funcionam como as facas. Assim, se você ficar sem facas daqui pra frente, use as estacas!

Estamos perto do fim do jogo! Agora Gomez deve subir novamente ao último andar da mansão e achar a entrada para o sótão, nesse local indicado aí na foto.

Se você acha que já viu um sótão cheio de morcegos, espere para conhecer o dos Addams! A fase não é difícil, mas as hordas de morcegos dão trabalho. Vá matando as criaturas e subindo de plataforma em plataforma.

Gomez chega no telhado da mansão e agora tem que enfrentar o Tio Fester, que está com amnésia e ajudando o malvado Tully Alford. Atire bolas de fogo nele para empurrá-lo bem para o canto direito, onde estão caindo raios. Ao ser acertado por uma certa quantidade de raios, Fester será derrotado e recuperará a memória.

Fester recupera a memória e informa Gomez de que Tully está mantendo Mortícia refém no porão da mansão.

Lá vamos nós de novo para o primeiro andar da casa, até encontrar as escadas que descem para a adega, que leva para a entrada do porão aqui nesse local indicado na foto.

Essa última fase é cheia de armadilhas. Fique esperto com as lâminas e espinhos que caem do teto.

O porão dos Addams parece até o castelo do Bowser Koopa! Ande e pule com cuidado, pois a aventura está chegando ao fim.

Chegamos a Tully Alford, o último chefão, que aparentemente estava pronto para transformar Mortícia num cozido! Pule para escapar das espadas atiradas por Tully e encha o inimigo de facas, estacas ou bolas de fogo (prefencialmente estas, se você tiver munição) para acabar com ele.

Mortícia está a salvo, a mansão foi recuperada e os Addams são uma família novamente! É mais um final feliz, amigos retrogamers!

Anúncios

3 pensamentos sobre “THE ADDAMS FAMILY (1991, GAME BOY)

  1. Não sabia que esse jogo tinha uma profundidade dessas, de voltar fases, conseguir novas armas, etc..

    Ano passado resenhei o Adams Family Values e achei bem rox o estilo.

  2. Poxa, muito massa esse jogo. Gostei dos gráficos e da descrição do que fazer em cada fase. Muito bacana esse mini-detonado que você escreveu.

    Um abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s